Crepioca


Já aqui disse várias vezes que o pequeno almoço é das minhas refeições preferidas. E parece que tenho um pequeno adepto cá em casa, pois o Zé Maria também adora, e diz sempre que quer “tantas coisas” para o pequeno almoço.
Na minha busca por receitas novas, mais “saudáveis” e até diferentes e mais comuns em outro tipo de alimentação, vou descobrindo receitas e ingredientes, e algumas coisas passam a fazer parte do nosso dia a dia. Além da tapioquinha - feita com polvilho hidratado, que já aqui falei e até mostrei em video -  descobri também a crepioca, muita mais simples e rápido para um pequeno almoço, brunch, ou até para um almoço ligeiro.
A receita é bastante simples, misturando apenas ovo e polvilho doce ou azedo (que é fécula de mandioca), muito usado na cozinha brasileira para fazer pão de queijo, e que entrou na “moda alimentar” porque é isento de glúten, apesar de continuar a ser um amido e portanto a ser comido com moderação por quem quer emagrecer. O nome de crepioca é curioso, junta crepe + mandioca, até porque a crepioca é mesmo uma espécie de crepe, mais elástico pela textura dada pelo polvilho.
Explicações à parte, fica a sugestão para um pequeno almoço diferente. Cá em casa gostamos bastante, é rapido de fazer - e mesmo com pouco tempo de manhã é possível de preparar - e podem rechear com o que mais gostarem, versões doces ou salgadas. Os clássicos como queijo e fiambre, presunto e pasta de tâmaras, atum e legumes, sobras de frango assado, salada e maionese caseira, “nutella”...Usem a imaginação. 

Ingredientes para 1 crepioca:

1 ovo
1 colher de sopa bem cheia de polvilho doce ou azedo 
1 colher de sopa de água

Preparação:

Numa taça coloque o ovo, o polvilho doce ou azedo, é indiferente, e a água. Com um garfo ou batedor de varas, misture bem até obter uma mistura homogénea.
Leve ao lume uma frigideira anti aderente e deixe aquecer (não é necessário juntar gordura) verta depois a mistura de ovo e polvilho de modo a cobrir o fundo da frigideira e deixe cozinhar. Vire depois, com uma espátula e deixe cozinhar do outro. Recheie a gosto, dobre ao meio e sirva de imediato.


Bom Apetite!

7 comentários :

  1. Adoro. Também faz parte das refeições cá de casa. faço numa frigideira pequena e não misturo a água os meus filhos costumam levar para lanche depois das actividades físicas.ah!!! E o preferido é recheado com queijo colocado ainda quando esta a acabar de cozinhar na frigideira....

    ResponderEliminar
  2. Também já fiz algumas vezes, e sabe muito bem, seja doce ou salgado!

    ResponderEliminar
  3. Desde que partilhaste o vídeo da tapioquinha, comprei e fiz algumas vezes. Fiquei completamente fã!! A crepioca ainda não experimentei, mas vai ser uma das próximas coisas a fazer. Beijo

    ResponderEliminar
  4. Anónimo12:40

    Uma boa ideia para variar o pequeno almoço e não só!
    Há tanta coisa para experimentar, mesmo do âmbito "saudável/em forma", de forma a variar as refeições, seja pelos ingredientes ou formas de preparação.
    Irei fazer, e pelo já experimentei em receitas que usam o polvilho, a massa "fixa" mais rapidamente, sendo mais fácil virar o crepe. Estou curiosa para experimentar a versão "Romeu e Julieta (com queijo e marmelada/goiabada) ou com queijo, maçã (ou pera) e canela (recheio de uma tosta que costumo fazer quando tenho algumas maçãs murchas na fruteira).

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  5. Que aspecto delicioso. Não há como um bom pequeno-almoço para começar bem o dia.
    Bjinhos
    Carla

    ResponderEliminar
  6. Tenho mesmo que experimentar! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. Olá Joana, obrigada pela receita. Preferes o polvilho doce ou o azedo? Eu nunca sei qual usar.. Bj

    ResponderEliminar

Imprimir